sexta-feira, 29 de outubro de 2010

O amor

Palavras que Guimarães Rosa escreveu um dia e eu bebo elas.

"(...) Vou ensinar o que agorinha eu sei, demais: é que a gente pode ficar sempre alegre, alegre, mesmo com toda coisa ruim que acontece acontecendo. A gente deve de poder ficar então mais alegre, mais alegre, por dentro (...)"

Pura verdade, preencher o vazio do coração com bela alegria.
Fazer este trabalho com esmero.
Buscar sempre o amor verdadeiro,
Não em qualquer amor
Mas num amor envolvente
Aquele que na saudade
Faz doer o peito
E o coração fique aquebrantado
É dizer com esse coração
Que amar é fundamental
Sorrir sempre é essencial
Sentir tudo isso com
A alegria na alma.
Com dizia Guimarães Rosa
Pra que a gente fique então
Um pouquinho mais alegre
Por dentro !!!

Um comentário:

PROSAS DO CADERNO disse...

Tem amor que enxergo, meço-as com nível do imprescindível. Des-tampo a rolha do coração; percebo galgar no fundo, ouço o cantar subindo a escala. O corpo vai erguendo-se; ainda no mínimo o vigeu das folhas ressurgidas começam a fazer sentido, até o céu se destampa e o sol grita amarelinho…
Ah! Se este meu coração se rompesse de flores, fizesse-me vir das suas raízes; trouxesse-me aos poucos um ping’eu de broto, depois uma arvore, mais tarde estaria entre tantas. Quem sabe vivendo num eterno bosque!