terça-feira, 26 de outubro de 2010

Ando sozinha

Ando sozinha por aí,
Gosto ...  me encontro
No amor, nas pessoas  ao redor
nas músicas que sei de cor
Roberto ainda é balada
Por onde passo, decoro as paisagens
ponho nelas os meus poemas,
retiro suas poesias...

Ando sozinha por aí,
Colho os momentos
Agasalho a minha alma
Se meu coração chora,
eu não vou embora… ensino-o a sorrir
na verdade sou uma menina
começo a minha sina
rabisco a felicidade, tiro os meus caminhos…

2 comentários:

PROSAS DO CADERNO disse...

Supimpa Garota, gostei, passa para mim!
Sabe? tenho muitos mapas, mas, isto escrito é um GPS de última geração...]
bjs

PROSAS DO CADERNO disse...

Cansei dos caminhos comuns , estou pensando em rodovias.
bjs