sexta-feira, 16 de setembro de 2011















Eu tenho uma certeza
O meu mundo não é como o dos outros
Há em mim uma sede de infinito e
uma angústia constante
por mais que não queira.
Uma alma intensa, com a certeza
que muitas vezes não tem os pés na terra.
Eu não quero pedir atenção.
Eu não quero dizer como ser tratada.
Eu não quero abreviar as palavras.
Eu não quero economizar carinhos.
Eu não quero ter vergonha de amar.
Sabe por que ?
Não tenho mais tempo.
Eu não quero sentir a sensação
de que a vida ficou pequena e me perguntar
o que vou fazer com o que restou dela.
Eu quero sim ... ouvir,
Eu quero falar,
Eu quero sentir,
Eu quero desfrutar,
Eu quero usar todas as palavras do dicionário,
Para não morrer
Eu quero ouvir música,
Eu quero chorar,
Eu quero a sensação de estar apaixonada.
Eu quero a sensação do extase como nunca senti.
Eu quero só sorrir com as lembranças.
Sei que posso estar querendo demais,
Mas nesse estágio em que me encontro
Não tenho outra escolha, Sofreguidão só ...
Ou a escolha que tudo escapa, que foge,
que some entre as nuvens.
Eu quero, não sei ... mas eu quero
Viver a paz do meu momento e o
desejo fremente de acertar os passos,
respeitar e exigir o caminho ideal.
Posted by Picasa

3 comentários:

Anônimo disse...

No Entre tudo destes pedidos nomeia-se um coração que sentiu intensidades, que percorreu caminhos, que pôs as mãos em espinhos, pois foi preciso, adquiria as rosas, esteve entre as prosas e tantas coisas a mais; saibas tu amiga irmã, querer é o mesmo que dar continuidade nos caminhos do ideal

José Vitor

jose vitor lemes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flor de Lótus disse...

Os queres são tantos e t~~ao parecidos quero um pouco disso tudo também.
Beijosss