domingo, 31 de outubro de 2010

Ainda sobre a Felicidade !!!

Sou o que quero ser,
Porque possuo apenas uma vida
E nela só tenho uma chance
De ser feliz.
Tenho felicidade o bastante
Para fazê-la doce,
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana e
Esperança suficiente para fazê-la feliz.

"As pessoas mais felizes não têm as
  melhores coisas, elas sabem fazer o melhor
  das oportunidades que
  aparecem em seus caminhos."

(Clarice Lispector)


A cada dia que vivo, mais me convenço de que o
desperdício da vida está no amor que não damos,
nas forças que não usamos, na prudência egoísta
que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento,
perdemos também a felicidade.

(Carlos Drumond de Andrade)


O segredo não é correr atrás das borboletas ...
é cuidar do jardim para que elas venham até nós !!!

(Mario Quintana)

3 comentários:

PROSAS DO CADERNO disse...

Respondendo os versos de Clarice Lispector - "Ainda sobre a felicidade!!!"

>>>>

Construtor de felicidades

Vou mudar meu mundo…
Aperfeiçoar o homem
Eliminar o lobisomem
Vou aceitar a oportunidade… ser feliz,
Dar um toque de atriz, um gesto de giz

Vou mudar meu mundo…
Reverterei à quietude
Pela atitude de favorecer,
Proporei plenitude, ditarei sinceridade.
Importarei amizades…

Vou mudar meu mundo
Usarei o benefício do trabalho
Condicionarei saúde fora do baralho…
Dividirei a sorte com a minha mulher

Se a oportunidade me der, o brigado!
Se ela não quiser, apresentarei o novo senhor
Este que mudará a razão,
Fará versos… construirá o coração!

P/Sônia querida de seu irmão

Foi um repente rápido, mesmo porque é covardia competir com Lispector

PROSAS DO CADERNO disse...

Respondendo a cada dia vivo mais de
Carlos Drumond.


Ter amigo é comentar a vida
“Ser só” é não apostar em nada
É não ter uma história
É morrer antes da vitória.

Ter amigo é comício existencial
É ser convidado para dividir bolo…
Assistir futebol, gritar vaias, festejar o gooool
Ser só é negar o próprio sol
É não sair pelas ruas, é fingir que não existe lua.

Se pulasse esta fase, não existiria a proliferação,
Morreria as abelhas, e nós não conheceríamos o mel.
O beija flor não teria alimento,
A primavera não pediria vasos.
Os frutos não conheceriam sua mãe!!!

PROSAS DO CADERNO disse...

Correção:
(se pular a fase de florir, não existiria proliferação.