sexta-feira, 30 de setembro de 2011




A mulher que ficou e que quero ser


Quero ser a expressão da beleza interior que a sua alma busca,

A música da vida que tempo algum jamais silenciará,

Quero ser muitas mulheres no meu corpo para o seu amor,

A serenidade do amor maior na configuração do eterno.

Ser a luz que os teus olhos verá a vida,

Enaltecendo as coisas simples que a efemeridade não toca,

Quero ser singela como uma flor exalando sua alegria,

Ser o repouso sereno da tua memória,

Ignorando o que passou, o poder do tempo,

Suas artimanhas e movimentos.

Quero ser lembrança boa das horas que vivemos,

Esquecendo quem sou e

Sendo só a mulher que teu sonho dita.

E sendo assim ...

Quero ser a mulher que na tua vida fica.







3 comentários:

jose vitor lemes disse...

Simples e fácil é ser amada, tão ameno é mistificar a beleza com a busca da alma. O segredo é ser simplesmente mulher. É criar músicas... É se projetar nas canções, e ao mesmo tempo deixar o ouvido se fazer ouvir nas configurações eternas.

De tudo, aos poucos dos olhos, o ressurgimento da luz, o raio do intenso amor enaltecido que há de tocar... Mulher!!!
Coisas maiores virão, de todas se fará memória,
Decorar-se-á um coração vazio, sem tambores de passado, somente o predito que vier ficar.

Anônimo disse...

Gostei muito !!!!

Edna

Anônimo disse...

Soninha,mulher nasceu para ser sublimada,amada,ser referencia, porto seguro,mulher virtuosa quem achará? eu achei , vem comigo de me a sua mâo e caminharemos pra sempre....e contemplaremos nosso horizonte, beijoss,

(Leacir Rodrigues)