domingo, 3 de julho de 2011

 Pessoas em mim                                                                                



Este é um desabafo de fim de tarde, as palavras procuram a verdade, estão no meu peito e se encontram comigo mesmo aqui neste blog, que considero o mais propicio para soltá-las.



Tenho amadurecido mais do que o normal nos últimos tempos.
Talvez dores e percas sirvam pra isso, pra nos mostrar que nós conseguimos sobreviver às mais fortes tempestades.
Há uma infinidade de coisas a dizer sobre esse aprendizado, mas isso levaria também uma infinidade de palavras.
Hoje só quero dizer que a cada dia eu me torno uma pessoa diferente. E todas essas pessoas em mim me levam a um caminho de tentar fazer o melhor e viver meus dias como se o amanhã não existisse.
É estranho pensar assim, mas um dia realmente não haverá amanhã. E quando esse dia chegar, quero ter a sensação de missão cumprida comigo mesma.
O que pensava antes talvez de certo não era mesmo, os fatos surgem no nosso dia a dia nos mostrando que somos mesmo aquilo que buscamos. Em meu coração carrego muitas coisas, as vezes ele parece não aguentar o peso, o amor é imenso pelos amores da minha vida, filhos, netos, e (....) , e esse "Deus" maravilhoso que me sustenta e me faz estar por aqui.
Aprendi que o ser humano só encontra a felicidade amando a si próprio e ao próximo, não deixando essa missão pra ninguém e só após, o amor acontece fazendo morada cativa. " Nossa felicidade só depende de nós mesmos."


Um comentário:

jose vitor lemes disse...

A existência é a própria natureza, de pouco aos poucos vai se erguendo, traz predomínios... A cada canto uma medida, um manto para mostrar mulheres que sobrevivi a fortes vitupérios, que passa pelas ruínas de impérios... Não se queda, resiste... Propaga missões, ateia sensações e vai... Faz sua casa no alto, estabelece sorte na prece, e se preciso, faz moradia no próprio preito, decora com filhos, com orações, com felicidades

bjs