terça-feira, 1 de março de 2011

O sabor da essência

Um brinde ao nosso amanhã ...                                                 
Se sou teu vinho,
Tu és o meu champagne.
Nossas almas se enchem de
Borbulhas de amor.
De vez em quando e na
mistura de tudo,
Tomamos um gole,
Brindamos o sabor e nesta essência toda,
Nos encontramos ...
Tocando a vida,
Como quem toca bandolim,
Como quem faz canções,
Como quem gosta de falar de amor.



De: Sônia M.

2 comentários:

José Vitor disse...

Blindamos!... tilin-tintin das nossas alegrias,
Dos vinhos que há. Das champagnes que virão.
Tudo isto fazer-se-á com canções, e ainda ouvirão entre o bandolim os borbulhes de amor!

beijos

leacir disse...

Soninha, quando blindamos com a essencia que há dentro de nós, iremos ouvir os ecos de amor em nossas taças sorrindo em nossos labios!!!!
beijossssss